Fundamentos da Doutrina Espírita

Fundamentos da Doutrina Espírita


Por Roberty Lauar
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


A Doutrina Espírita, de modo geral, fundamenta-se nos seguintes pontos:
- Na existência e unicidade de Deus, desconstruindo o dogma da Santíssima Trindade:
- Na existência e imortalidade do espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina (Para Kardec, a ligação entre o espírito e o corpo físico, é feita por meio de um conectivo “semimaterial” que denomina de perispírito);
- Na defesa da reencarnação como o mecanismo natural de aperfeiçoamento dos espíritos;
- No conceito de criação igualitária de todos os espíritos, “simples e ignorantes” em sua origem, e destinados invariavelmente à perfeição, com aptidões idênticas para o bem ou para o mal, dado o livre-arbítrio;
- Na possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (“vivos”) e os espíritos desencarnados (“mortos”), por meio da mediunidade (Essa comunicação é realizada com o auxílio de pessoas com determinadas capacidade – os médiuns como por exemplo a chamada “escrita automática” (psicografia)
- Na Lei de Causa e Efeito, compreendida como mecanismo de retribuição ética universal a todos os espíritos, segundo a qual nossa condição é resultado de nossos atos passados;
- Na pluralidade dos mundos habitados, a idéia de que a Terra não é o único planeta com vida inteligente no universo;
- A noção de continuidade da responsabilidade individual por toda a existência do Espírito;
- Progressividade do Espírito dentro do processo em todos os níveis da natureza;
- Volta do Espírito à matéria (reencarnação) tantas vezes quantas necessárias para alcançar a perfeição. Os espíritas não crêem na metempsicose.
- Ausência total de hierarquia sacerdotal;
- Abnegação na prática do bem, ou seja, não se deve cobrar pela prática da caridade nem o fazer visando a segundas intenções;
- Uso de terminologia e conceitos próprios, como, por exemplo, perispírito, Lei de Causa e Efeito, médium, Centro Espírita;
- Total ausência de culto a imagens, altares, etc;
- Ausência de rituais institucionalizados, a exemplo de batismo, culto ou cerimônia para oficializar casamento;
- Incentivo ao respeito para com todas as religiões e opiniões.
Embora a Doutrina Espírita não seja oriunda do Brasil, este é o país que possui a maior quantidade de adeptos. A Federação Espírita Brasileira, que integra o Conselho Espírita Internacional, é a principal entidade divulgadora da Doutrina Espírita no Brasil.
Continua...