Diálogo aberto entre médicos e vereadores de Lagoa Santa

Diálogo aberto entre médicos e vereadores de Lagoa Santa


Reajuste no incentivo dos médicos do PSF será votado em Reunião Ordinária da Câmara

    Na tarde desta segunda-feira (16) médicos do PSF - Programa Saúde da Família - foram recebidos pelo presidente da Câmara Municipal de Lagoa Santa, Roberto Emerenciano e os vereadores José Quintino, Juninho Fagundes, Dinággio Evangelista e o Guilherme Garcia, assessor do também vereador Roberto de Dalva, para uma conversa informal e esclarecedora.
    O objetivo do encontro era promover uma discussão sobre o Projeto de Lei nº3.758/2013 em tramitação na Câmara, que trata do reajuste no incentivo dos médicos da atenção primária - SUS Lagoa Santa. Robertinho e os demais vereadores presentes na reunião fizeram questão de se posicionarem favoráveis ao projeto. “Neste caso eu não voto, mas como sou sempre franco e transparente quanto às minhas opiniões, não vejo porque não me manifestar. Sou favorável e acho justo que o corpo médico, que vem se mostrando atuante, recebam esta gratificação”, justifica o presidente, vereador Robertinho.
    Quintino foi muito objetivo dizendo que “está totalmente favorável, porque tem recebido relatos positivos do programa”. Dinággio lembrou que este reajuste não estava previsto no Orçamento Municipal e que talvez esta seja a maior dificuldade para aprovação. “Mas ainda assim acho possível viabilizar o projeto e também sou a favor”, conta. Juninho Fagundes fez uma comparação interessante. “Eu vejo uma semelhança entre nós, vereadores e médicos, porque somos vereadores e médicos 24h por dia, em qualquer circunstância, prontos para atendermos a comunidade”, diz ele.
    Dr. João Borges - que atende a região da Morada da Lapinha e trabalha em Lagoa Santa há mais de 40 anos - foi o representante do grupo de doze médicos presentes na reunião e explicou aos vereadores a importância do PSF no município. “O Programa Saúde da Família é a porta de entrada do cidadão no SUS. As 19 unidades estão distribuídas por Lagoa Santa. Nós, médicos do PSF, acolhemos, ouvimos, encaminhamos, acompanhamos e orientamos”, explica Dr. Borges.
    Na última Reunião Ordinária, dia 10 de setembro, o projeto estava em pauta para votação, mas o vereador Carlos Alberto Barbosa pediu vista - prazo para avaliar - impedindo assim que o mesmo fosse votado na ocasião. Robertinho explicou aos médicos que isso pode acontecer novamente amanhã (17), durante a sessão, porque pedir vista é um direito do vereador.
    A reunião terminou sem definições, mas abriu espaço para o diálogo entre os médicos e os vereadores. “Estamos muito felizes de estarmos com a receptividade desta Casa. A reunião fez jus ao exercício da cidadania e amanhã estaremos aqui novamente”, finaliza Dr.Borges.