Você sabe o que significa Macrozoneamento?

Você sabe o que significa Macrozoneamento?


Por Roberty Lauar
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
No dia 05/09/2013 no auditório da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG foi realizado o 1º Seminário Técnico do Projeto de Macrozoneamento Metropolitano da RMBH, como desdobramento do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI-RMBH), entregue pelo Governo de Minas por meio da Secretaria de Estado de Gestão Metropolitana e da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte, em 2011.
Entendeu? Não? Pois bem no dia 13/09/2013 estiveram em Lagoa Santa, técnicos da UFMG e do Governo do Estado para mobilizar agentes locais que contribuirão para implantar o Macrozoneamento da região metropolitana. Fazem parte da pauta os seguintes temas: A importância do Macrozoneamento nas políticas de estado; apresentação da proposta de elaboração do Projeto de macrozoneamento; instrumentos de Comunicação; O processo participativo no Projeto; Constituição do Grupo de acompanhamento; Calendário de Visitas Técnicas, Conferência Metropolitana, Oficinas Públicas e Seminários Técnicos. Esta foi a primeira visita técnica da equipe de mobilização da UFMG ao nosso município.


O JD – Jornal Diferente
----------- Adverte! -----------
Este tema é de suma importância, pois, enquanto desdobramento do PDDI interferirá substancialmente nas políticas municipais de ocupação do solo em todos os municípios circunvizinhos. Os defensores da ocupação ordenada do solo em Lagoa Santa, os participantes dos Conselhos que definem o uso e ocupação do solo, os do Plano Diretor, os das Secretarias Municipais responsáveis pelas políticas públicas de expansão ordenada e os ambientalistas, estão sendo chamados a se engajarem a tempo de evitar uma “nova” catástrofe causada pela indiferença, falta de coesão e de projetos bem fundamentados que definam a utilização do solo Lagoasantense. Até agora, algumas contestações e manifestações foram tentadas, mas sem o poder de mudar a realidade local. A verdade é que o município de Lagoa Santa ainda não tem um Plano Diretor soberano, representativo e progressista. Fica o alerta para dois momentos distintos, mas convergentes que virão a partir de agora – O Plano Diretor local e o Macrozoneamento do Governo Estadual para as cidades do entorno da capital. A metropolização em qualquer lugar do mundo coloca em cheque a identidade de cidadãos e das culturas locais.