Fala Leitor
Fala Leitor

Somos Xenófobos, você concorda?

Marco Antônio Passos Brandão, leitor do JD – Jornal Diferente envia texto que diz em resumo o seguinte

“Em Lagoa Santa foi construída a primeira fábrica de porte de aviões do Brasil. Montava aeronaves de treinamento North American T-6. A primeira unidade do Bandeirantes, marco da entrada brasileira no ranking das nações com capacidade de fabricar aviões. A IAS, a mais organizada empresa de remanufatura de motores aeronáuticos, lutou com todas as forças para se instalar em Lagoa Santa. Por razões conhecidas, acabou se instalando em São José da Lapa onde contribui com impostos que superam tudo que aquele município arrecada com outras atividades. Muitas empresas, maiores do que a anterior, Siemmens, Crow Telecom, Boeing, Fokker, etc, deixaram de escolher nossa região, em parte pelo problema já conhecido e dado ao pó calcáreo em nossa atmosfera e vibrações que as detonações provocam. No tempo em que a Faculdade de Ciências Médicas falava em instalar um Campus em Lagoa Santa a Faculdade Asas de Brumadinho também sondou a nossa cidade. Todas essas empresas vieram, viram e foram embora, o problema já é conhecido – A Xenofobia. Lagoa Santa tem medo de gente de fora, do futuro, do novo, do desconhecido, de uma nova política, de novos políticos”. Marco Antônio termina dizendo; “É com gente de fora que Lagoa Santa melhora!”
 

Será cartel?

Alice Soares nos envia e-mail demonstrando indignação quanto ao aumento no preço da Água mineral

Segundo ela houve um aumento absurdo e repentino no valor cobrado pelas distribuidoras, pelo galão que chegou a 50%. O galão aumentou de R$ 6,00 para R$ 9,00. A prática se deu em TODAS as distribuidoras, com o mesmo índice, o que segundo nossa leitora se caracteriza como “CARTEL”. Segundo Alice, o uso de água mineral se faz necessário devido à qualidade da água que recebemos da COPASA, nada agradável para o consumo, diferentemente de outras cidades, a exemplo de Belo Horizonte, em que basta ter um filtro em casa para tomar uma água saudável. Nós aqui em Lagoa Santa, além da tarifa cobrada pela COPASA, agora também somos achacados pela ganância dos donos das distribuidoras!”
 

Alguém aí pode ajudar nossa leitora?

Margarida da Costa, também leitora do JD – Jornal Diferente nos escreve e pergunta

“Pode me ajudar? Entreguei um imóvel a uma imobiliária que fez um contrato de 01 ano e que venceu no último dia 16. Hoje, ainda, o inquilino está no mesmo lugar. O último aluguel pago foi o de Maio. A imobiliária aceita todas as justificativas que o inquilino dá. O que faço? Peço despejo do inquilino? Ou espero até a imobiliária tomar as providências? Posso ir ao PROCON reclamar da imobiliária? Isto adianta alguma coisa? Por favor, alguém pode me dar uma luz?”