Como fazer para combater o estresse Empresarial?

Como fazer para combater o estresse Empresarial?


Foto: Divulgação    O alto Estresse do proprietário é uma causa comum de fracasso das pequenas empresas. Com longas horas, os lotes de estresse e uma aparentemente interminável lista de tarefas, muitos pequenos empresários sofrem o risco de esgotamento físico e mental (chegando até mesmo a síndrome de Burnout).
    O empresário, provavelmente, equilibra diversas responsabilidades, tais como produção, marketing, vendas, contabilidade, e se não bastasse, vive correndo para o banco e vive correndo contra o relógio também.
    As múltiplas tarefas são importantes para o seu negócio, mas pense sempre que você precisa estar em excelentes condições para poder geri-lo de forma eficaz.
    Experimente estas sugestões para manter o seu negócio mais próspero e conseguir manter o pico para administrá-lo:
1. Conheça as suas prioridades: É tão fácil o seu dia ser cheio de afobação, tarefas importantes, telefonemas, e-mails e recados, etc. Essas coisas “devem ser feitas”, mas, na realidade, elas podem estar impedindo você de avançar o seu negócio, distraindo-o constantemente.
2. Revise o Plano de Negócios: Para identificar o que é realmente importante para você durante os próximos três meses. Desagregue esses projetos e agende-os em sua semana. Trabalhe com as prioridades.
3. Quantidade não é qualidade: A cultura norte-americana pode incentivar as pessoas a tornarem-se “workaholics”, como se a quantidade de horas de trabalho fosse uma espécie de distintivo de honra, mas muitas horas de trabalho não significam trabalho bem feito.

O que é a Síndrome de Burnout   
A síndrome de Burnout (do inglês to burn out, queimar por completo), também chamada de síndrome do esgotamento profissional, foi assim denominada pelo psicanalista nova-iorquino, Freudenberger, após constatá-la em si mesmo, no início dos anos 1970.
A dedicação exagerada à atividade profissional é uma característica marcante de Burnout, mas não a única. O desejo de ser o melhor e sempre demonstrar alto grau de desempenho é outra fase importante da síndrome: o portador de Burnout mede a auto-estima pela capacidade de realização e sucesso profissional. O que tem início com satisfação e prazer, termina quando esse desempenho não é reconhecido. Nesse estágio, a necessidade de se afirmar, o desejo de realização profissional se transformam em obstinação e compulsão.