Cidade

Dr. Fernando é eleito presidente do consórcio responsável pela implantação do SAMU na Região

O Prefeito de Lagoa Santa, Dr. Fernando, foi eleito na manhã desta quarta-feira, 10/12, presidente do Consórcio Aliança Para a Saúde. O Consórcio é o responsável pela implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) na região centro metropolitana que é constituída por 81 municípios.
A chapa composta por Dr. Fernando, Presidente, Daniela Corrêa, Vice Presidente e o Conselho Fiscal composto pelos prefeitos Cássio Magnani, Gentil Alves e Vicente de Paulo Resende sagrou-se vitoriosa com 19 votos. A segunda chapa que tinha como candidato a presidência o Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, recebeu 17 votos.
Dentro das responsabilidades do Consórcio Aliança Para a Saúde se enquadra o trabalho para o desenvolvimento do componente pré - hospitalar que tem como objetivo o atendimento precoce à vítima após ter ocorrido um agravo à saúde e é composto pelo SAMU e os serviços associados de salvamento e resgate.
O SAMU 192 é o principal componente da Política Nacional de Atenção às Urgências, criada em 2003, que tem como finalidade proteger a vida das pessoas e garantir a qualidade no atendimento no SUS. A política tem como foco cinco grandes ações:

* Organizar o atendimento de urgência nos pronto-atendimentos, unidades básicas de saúde e nas equipes do Programa Saúde da Família;
* Estruturar o atendimento pré-hospitalar móvel (SAMU 192);
* Reorganizar as grandes urgências e os pronto-socorros em hospitais;
* Criar a retaguarda hospitalar para os atendidos nas urgências;
* Estruturar o atendimento pós-hospitalar.
 

1º Festival Kung Fu – Natal Feliz

Aconteceu no domingo, 7 de Dezembro o 1º Festival Solidário de Kunf Fu – Natal Feliz de Lagoa Santa, evento realizado pela Academia Samurai Centro de Artes Marciais que tem como diretora administrativa Jully Yamauchi e diretor técnico, Mestre Fanthum (artes marciais chinesas) através de parceria com o ICSBWTO - Instituto Cultural Sino Brasileiro de Wushu e Terapias Orientais. O evento contou também com a experiência do Grão Mestre Lee, Mestre João Batista, Mestre Adilson Ferreira (Equipe Gavião), Mestre Marcos Starling (Krav Maga) e com o apoio da Secretaria de Esportes de Lagoa Santa, na pessoa do Sr. Aurélio e do Colégio Palomar, na pessoa de seu Diretor Geral Walério Ferraz.

Ocorreram apresentações de Kung Fu, Shuaijiau, Tai Chi Chuan, Sandá, Taekwondo, Jiu-Jitsu, além de um campeonato aberto de artes marciais com ênfase nas artes milenares chinesas. Compareceram equipes de diversas partes de Minas Gerais, como Lagoa Santa, Santa Luzia, Contagem, Belo Horizonte, Papagaios, Ouro Preto, Mariana e Leopoldina. Estiveram presentes diversos atletas com experiência em competições Nacionais e Internacionais. Esse evento teve como objetivo a divulgação das diversas artes marciais e também apresentou um perfil social, com a arrecadação de brinquedos destinados a crianças carentes.






 

Torre e Antena de Transmissão da Vivo na Lapinha é embargada pelo ICMBio

Recebemos telefonema do proprietário de um terreno na Lapinha que instalou uma antena da Vivo, reclamando do embargo da instalação pelo ICMBio e solicitando que fizéssemos matéria sobre o tema pois o embargo poderia prejudicar toda a comunidade local. Fomos ouvir o ICMBio que em nota de esclarecimento diz o que segue abaixo:
“A APA Carste de Lagoa Santa foi informada que uma Torre estava sendo instalada na região da Lapinha. Diante da informação a equipe de fiscalização da APA Carste esteve no local e ao solicitar o licenciamento ambiental a que a empresa instaladora deveria ter, constatou-se que não havia sequer alvará do município para a instalação.

Depois de analisar a legislação pertinente à instalação de Torres de transmissão em Lagoa Santa, verificou-se que há todo um procedimento legal para tal finalidade. Em virtude do não atendimento a tais aspectos legais, não restou alternativa aos fiscais senão a de multar e embargar o empreendimento.  A lei observada neste caso foi a própria lei do município que rege o licenciamento ambiental de Torres: Lei Municipal nº 3.317, de 10 de setembro de 2012
Posteriormente ao embargo a empresa responsável solicitou o licenciamento ambiental ao município e este por exigências legais requereu a anuência da APA Carste.
 Ao analisar os aspectos técnicos e legais da instalação de Torres verificou-se que a empresa além de não atender os requisitos relativos a vários estudos indicados, comuns à  precaução que se deve ter quando envolve proximidade com residências e também da capacidade de suporte do solo, cuja finalidade seria evitar danos a saúde e risco a vida das pessoas, além do impacto a paisagem em áreas próximas a patrimônios culturais, a Administração da APA Carste decidiu pela inviabilidade da continuidade da instalação da Torre naquele local, recomendando ao município a determinação para sua desmontagem.

Não foi apresentado estudo alternativo de localização, o que pode ser feito e, se atendido os requisitos legais, ser perfeitamente aprovada.
Embora o ICMBio através da Administração da Unidade de Conservação entenda a necessidade da comunidade e do próprio município dos serviços demandados pelos moradores da região,   não pode permitir que a implantação da torre ocorra na ilegalidade.
A administração da APA Carste aguarda as providências recomendadas e está aberta a novas análises de propostas para a implantação da Torre no sentido de viabilizar o atendimento à demanda da comunidade. Bom que se diga que, do ponto de vista da APA, não há impedimentos para a  instalação de Torres, desde que atendidos os requisitos legais.”
 

Bairro Visão terá ruas asfaltadas

Foi assinado no dia, 26/11, o Termo de Compromisso entre a Prefeitura e a empresa Passos Construções e Empreendimentos, representada pelo seu sócio diretor, Carlos Augusto Passos, para a realização das obras de pavimentação das ruas internas do bairro Visão, localizado na região norte da cidade.
De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, as obras serão iniciadas logo após o período chuvoso e contará com a construção de base e subbase para o recebimento do asfalto, obras de drenagem superficial e meio fio, além da esperada pavimentação asfáltica. “Daremos início aos trabalhos de pavimentação assim que passado o período chuvoso”, garante o Secretário de Desenvolvimento Urbano, Ricardo Dutra.
O bairro, que ainda possui grande parte de suas ruas sem pavimentação, sempre sofreu nos períodos de estiagem com a poeira e nos períodos de chuva com o barro, é o que conta o morador da rua nº 8, José Carlos Chagas, “este é um antigo sonho dos moradores do bairro que sempre sofreram com o lamaceiro ou com a poeira. Esta foi à melhor notícia que poderia receber neste final de ano e já estou ansioso para que o asfalto chegue logo”, disse.
De acordo com o Prefeito Dr. Fernando, a pavimentação faz parte de um grande programa de obras que será executado a partir de janeiro. Dr. Fernando também lembra que está em andamento outros projetos e convênios para que a Prefeitura possa executar obras de pavimentação em outros bairros da cidade.


 

Troca de Comando da 3ª Cia de Missões Especiais da PMMG

Foi realizada no dia 25/11 a troca de comando da 3ª Cia de Missões Especiais, com sede em Lagoa Santa. Assumiu o comando, o Major Wagner Allan de Mattos no lugar do Major Walter Anselmo Rocha que comandou brilhantemente a 3ª Cia por 2 anos. Na ocasião da solenidade, o Major Anselmo, bastante emocionado, viu seu retrato passando a figurar na galeria dos ex-comandantes da Cia de Missões Especiais.
O evento foi bastante concorrido e, entre inúmeras autoridades, estiveram presentes o Prefeito Dr. Fernando, o Comandante Intendente Genival de Luna do PAMA, o Presidente do CONSEP Vicente de Paulo Pereira, o Coronel Alexandre Antônio Alves, Comandante da 3ª RPM, o Delegado da Polícia Civil Dr. Almir de Carvalho Cesário e outros.

Conheça um pouco mais sobre a carreira do jovem Comandante, Major Wagner de Mattos:
O Major tem 40 anos, é natural de Santo André - SP. É Especialista em Segurança Pública pela Escola de Governo Fundação João Pinheiro. Ingressou na Polícia Militar de Minas Gerais há 21 anos, se graduando Aspirante-a-Oficial PM em 1997.
Durante sua carreira teve a oportunidade de servir nos níveis Operacional, Tático e Estratégico.
Operacionalmente prestou serviços no Batalhão de Polícia de Choque, Batalhão de Missões Especiais (BME), Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Btl. ROTAM), Grupamento de Ações Táticas Especiais (GATE), entre os anos de 1997 e 2009, onde dentre as funções exercidas, destaca-se a de Comandante de Operações ROTAM e Negociador Policial, por quase 10 anos.

No nível tático, exerceu a função de Coordenador de Curso dos Soldados PM formados no Curso Técnico de Segurança Pública (CTSP) de 2010.
Entre os anos de 2011 e 2014 o Oficial serviu no nível estratégico da Corporação, exercendo a função de Assessor de Gestão Estratégica para a Copa do Mundo, pertencendo a Assessoria Extraordinária da Copa do Mundo, Unidade responsável pelas tratativas do Grande Evento, e assessoria direta ao Gabinete do Comando-Geral.
Na oportunidade, o Oficial permaneceu por 8 meses vinculado à Secretaria Extraordinária de Grandes Eventos (SESGE) do Ministério da Justiça, onde foi o representante do Estado de Minas Gerais, como Assessor de Planejamento Operacional da Diretoria de Operações daquela Secretaria, sendo um dos responsáveis pela elaboração do Planejamento da Copa das Confederações e Copa do Mundo no âmbito das 12 sedes da Competição.

Metas na nova função:
Como metas a serem alcançadas em sua nova função, o novo Comandante da 3ª Cia de Missões Especiais, Major Wagner Mattos pretende dar continuidade as ações iniciadas com a participação dos parceiros e do Comando da PMMG, com vistas a executar o Projeto de Construção da Sede Definitiva da Unidade na cidade de Lagoa Santa.
Além disso, a implementação de ações para a melhoria das Competências do maior Capital da Corporação, o Capital Humano.
Por fim, a implementação do Projeto de Otimização Operacional da 3ª Cia de Missões Especiais que visa recobrir as 28 (vinte e oito) cidades que fazem parte da 3ª Região da Polícia Militar, potencializando as ações operacionais, promovendo a segurança pública através do policiamento ostensivo de preservação da ordem pública, com atuação efetiva nas modalidades de patrulhamento e diligência por meio de radiopatrulhamento e motopatrulhamento especializado, operações de controle de distúrbios e policiamento especializado em eventos culturais e esportivos.
 

Tribunal de Justiça acata pedido de intervenção na Santa Casa e substitui atual diretoria

O Ministério Público ingressou em Abril deste ano, com Ação Civil Pública com pedido de tutela antecipada para a intervenção e o afastamento da atual administração da Santa Casa de Lagoa Santa e em Novembro o TJMG – Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais julgou favorável e por unanimidade, o pedido liminar, autorizando a intervenção do Ministério Público na Instituição. O julgamento do TJMG definiu pelo afastamento da atual diretoria e a transferência de sua gestão para uma comissão que será designada pelo MP. A proposta é de que a entidade passe a atuar em novo modelo, 100% SUS e com a possibilidade de ser administrada por uma equipe com experiência no ramo hospitalar e especializada em gestão de centros médicos de média e alta complexidade.

COMISSÃO INTERVENTORA SUGERIDA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA GERIR A SANTA CASA:
Fabiano Moreira da Silva, Secretário de Saúde de Lagoa Santa; José Geraldo de Oliveira Prado, Secretário de Saúde de Minas Gerais; Arthur Chioro, Ministro da Saúde; Roberto Emerenciano Pereira (Robertinho), Vereador de Lagoa Santa e Alexis Nicolau da Silva Figueiredo, Médico do PAM - Lagoa Santa.

Em entrevista às radios comunitárias, Nova Onda e Super FM 87,9, o Prefeito Dr. Fernando, disse que a intenção é reabrir o hospital ainda em 2014.
De acordo com o Secretário de Saúde, Fabiano Moreira, os primeiros passos para a reabertura do hospital começam a ser dados imediatamente, porém o prazo de reabertura depende dos resultados finais das auditorias e de todos os trabalhos que a comissão vai desenvolver. “Estimamos entre 90  a 120 dias para a reabertura. Prazo que pode ser reduzido (e vamos nos empenhar ao máximo para isso) ou dilatado, tudo vai depender de como vamos encontrar o hospital”. Esta decisão unânime do TJMG cabe recurso.

Resumo da história:
O Ministério Público além do direito à saúde, atua nesta ação em defesa do Patrimônio Público de Lagoa Santa, visto que a Santa Casa de Misericórdia foi donatária de grande valor em bens e imóvel, por parte do Município de Lagoa Santa para que prestasse serviços de saúde pública à população, conforme Escritura Pública de doação de fls. 446/449, estando omissa quanto a seus deveres e obrigações neste tocante.

HOSPITAL MUNICIPAL DR. LINDOURO AVELAR X SANTA CASA DE MISERICÓRDIA
A Santa Casa foi instituída com a finalidade de prestar assistência médico-hospitalar às pessoas deste município e vizinhas, através da “Gerência e Administração” do Hospital Municipal Dr. Lindouro Avelar”.
Para promover atendimento à população de Lagoa Santa, o Município através do ex-prefeito Genesco Aparecido, efetuou a “DOAÇÃO” do terreno que abrigava o Hospital Público Municipal Dr. Lindouro Avelar, situado à Rua Caiçara, 500, Bairro Brant, além de todas as benfeitorias, servidões, móveis e utensílios, equipamentos e aparelhos hospitalares, instrumentos médicos e cirúrgicos e acessórios, maquinaria, ferramentas, objetos de uso em escritório, consultórios, copa, cozinha, cama e mesa e tudo mais, em 23 de junho de 2000, conforme Escritura Pública de Doação de fls. 446/449 do presente Inquérito Civil.

A lei que autorizou dita doação foi a de número 1675/99, constando que o imóvel doado destinava-se exclusivamente ao atendimento da saúde pública, devendo o Hospital Público Municipal Dr. Lindouro Avelar, passar a ser GERENCIADO pela Santa Casa de Misericórdia.
Nem é necessário muito entendimento para compreender que a citada doação destinava-se a um cumprimento de obrigação de prestação de serviço público de saúde para a população.
E como o direito à saúde é PÚBLICO deve ser gratuitamente ofertado a todos, é evidente que a Santa Casa deve ofertá-lo à população como contraprestação à DOAÇÃO que lhe foi conferida pelo Município de Lagoa Santa, devendo valer-se de recursos públicos que lhe seriam repassados através de Contratos e Convênios. Para tanto, resta evidente que caberia à SANTA CASA cumprir seus compromissos e as metas estipuladas para o recebimento dos recursos indispensáveis à prestação de serviço público de saúde à população de Lagoa Santa.
 
Assim, o Hospital Dr. Lindouro Avelar, gerenciado pela Santa Casa de Misericórdia recebia recursos oriundos da prestação de seus serviços de saúde, subvenções e repasses financeiros advindos das três esferas do Poder Público (Municipal, Estadual e Federal).
 Ocorre que, há algum tempo, esses recursos lhe estão sendo cortados devido à má gestão da entidade.
“Os serviços médicos a serem prestados pela Santa Casa seriam urgência e emergência e também serviços de média complexidade”, informa o Ministério Público em sua petição inicial.
Informa também que: “Para tanto, o Município de Lagoa Santa repassou material médico hospitalar no valor de R$ 3.139.388,67 (Três milhões cento e trinta e nove mil trezentos e oitenta e oito reais e sessenta e sete centavos). Consta em fls 254, cópia da Lei 3.368/13 que concedeu contribuição à Maternidade da Santa Casa de Lagoa Santa o valor de R$ 264.000,00 repassados MENSALMENTE, no período de Março a Dezembro de 2013.
Resta ressaltar que a Santa Casa perdeu recurso Federal da REDE CEGONHA.
A Santa Casa, apesar de ter recebido em DOAÇÃO todos os equipamentos, suprimentos, etc, vinha atendendo a REDES PRIVADAS DE SERVIÇOS E PLANOS DE SAÚDE, de forma preferencial. Contudo, não é crível que sejam prestados tais serviços sem que também prestem os profissionais serviços ao SUS, uma vez que os equipamentos, insumos e outros são adquiridos com recursos públicos, através de transferências voluntárias, verbas de emendas parlamentares, convênios e contratos. Assim, é proibida a existência de consultórios/clinicas médicas PRIVADAS no interior das unidades hospitalares filantrópicas. Até porque, tal entidade recebe isenção do pagamento de tributos e taxas municipais, conforme Lei 2.162/2003, fls. 402.”

AVALIAÇÃO DA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE:
A Secretaria Estadual informou ao Ministério Público a avaliação realizada no período de 2008 a 2012 do Hospital Dr. Lindouro Avelar (Santa Casa).
Que a ocupação hospitalar de leitos contratados é baixa, sendo que possui 74 leitos, sendo 69 leitos SUS;
Que o número de cirurgias eletivas realizadas é INEXPRESSÍVO, por gestão da Santa Casa;
Que desde Dezembro de 2012 não vem a Santa Casa cumprindo as metas dos plantões médicos, razão pela qual tem sido sucessivamente penalizada com cortes dos repasses financeiros;
Que um recurso de R$ 200.000,00 está suspenso pela SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE/MG, uma vez que não implantou 10 leitos de UTI;
Que perdeu a condição de Filantropia desde Outubro de 2013;
Que está inadimplente com o pagamento dos profissionais de saúde que lá prestam serviço,
Que não vem prestando contas dos recursos públicos recebidos para prestação do serviço de saúde à população;
Que não dispõe de médicos para dar suporte às internações, nem médicos plantonistas para dar suporte aos casos mais urgentes;
Esta Ação traz dois Inquéritos Civis Públicos para embasá-la, um deles apurou o descaso da Santa Casa com os médicos que ali prestavam serviço. Em Outubro de 2013 os médicos das especialidades Ortopedia, Pediatria e Clínica Médica subscreveram o comunicado de fls 04 (autos 0148.13.009.914-3), relatando que iriam suspender o atendimento à população por falta de pagamento, de dois meses de salários. O atraso ocorreu mesmo o Município estando EM DIA com os repasses referentes ao contrato 006/12.

EMBASAMENTO:
“O atendimento da população carente não vem sendo disponibilizado de forma satisfatória... A intervenção ora pretendida tem o objetivo de restabelecer o pleno funcionamento da unidade hospitalar em todas as especialidades contratadas junto ao Estado Mineiro, bem como propiciar as melhores condições de trabalho para os profissionais envolvidos na atividade e consequentemente, dar condições ao Hospital Dr. Lindouro Avelar (Santa Casa) de atender às necessidades dos pacientes com dignidade, respeito, ética, eficácia, com humanização e qualidade, evitando que sejam transferidos para Vespasiano, Santa Luzia e Belo Horizonte.
A Santa Casa de Lagoa Santa tem a maioria de suas despesas financiadas com dinheiro público e existe para atender a um interesse também público, já que até sua sede e todos os equipamentos e demais objetos lá constantes foram doados com dinheiro público, justificando está a ingerência do Estado”.
Em resumo, a Santa Casa somente está prestando serviços PRIVADOS e para PLANOS DE SAÚDE, traindo sua natureza e a razão de ter recebido em doação o imóvel onde se situa e todos os demais equipamentos e objetos que a guarnecem.
 
PRAZO PRETENDIDO PARA A INTERVENÇÃO JUDICIAL:
Prazo mínimo de 1 ano, a critério da Comissão a ser criada e que assumirá a Administração do Hospital, ou até que a medida não seja mais necessária. Até que a atual administração da Santa Casa tenha condições de gerir, com plenitude e eficiência, o Hospital Dr. Lindouro Avelar (Santa Casa), garantindo o cumprimento da integralidade dos serviços médicos contratados.

AÇÕES A SEREM TOMADAS DURANTE A INTERVENÇÃO JUDICIAL:
1 – Celebração de Contrato 100% SUS;
2 – Elaborar inventário de cada equipamento disponível na unidade;
3 – Atualizar Estatutos e regimento de modo a atender um dos requisitos da Política Nacional de Atenção Hospitalar, que impõe a obrigatoriedade de atendimento 100% SUS;
4 – Retomar a condição perdida de Filantropia;
5 – Elaborar plano de retomada dos investimentos suspensos da Rede Estadual de Urgência e Emergência no valor de R$ 200.000,00;
6 – Elaborar plano de ação para retomada dos investimentos, de natureza Federal, da Rede Cegonha;
7 – Elaborar plano de ação para retomada dos serviços de Maternidade, atualmente fechada;
8 – Elaborar plano de retomada dos investimentos Estaduais no valor de R$ 180.000,00, suspensos;
9 – Notificar cada um dos responsáveis por consultórios médicos ou clinicas especializadas, com atuação dentro da Santa Casa, com atendimento exclusivamente PRIVADO, sem prestação de serviços do SUS, servindo-se de equipamentos, insumos e materiais custeados por recursos públicos a desocupar o imóvel no prazo de 30 dias.

Nota do JD – Jornal Diferente:
No dia 03/09/2014, há mais de 70 dias, o Secretário de Saúde Fabiano Moreira enviou Ofício de nº 143/2014 a todos os Vereadores de Lagoa Santa e à Presidência da Câmara Municipal pedindo a realização de “Audiência Pública” visando colher sugestões, debater e esclarecer todos os pontos que envolvem o momento atual do Hospital da Santa Casa. Este Ofício foi protocolado na Secretaria da Câmara Municipal dia 04/09/2014, todos os Vereadores assinaram o recebimento, pois o mesmo fora registrado no Cartório de Notas de Lagoa Santa e nenhum Vereador, muito menos a Presidência do Legislativo, se dignou a respondê-lo ou viabilizar a “Audiência Pública” em questão. Lamentável a indiferença e falta de sensibilidade dos Vereadores quanto ao tema.
 

Técnico Espanhol treina Seleção Brasileira de Canoagem rumo à Olimpíada Rio/2016


Como todos sabem a Seleção Brasileira de Canoagem, treina em Lagoa Santa, utilizando com exclusividade, sua Lagoa Central, belo cartão postal turístico, paisagístico e histórico.
Quem visita esta cidade, se apaixona. Foi assim desde o descobrimento de Lagoa Santa, fundada pelo tropeiro viajante Felipe Rodrigues, no ano de 1733. Ele chegou por aqui, se estabeleceu e a batizou como “Lagoa Grande”, paralelamente chamada “Lagoa das Congonhas do Sabarabuçu”. O nome atual, adotado a partir de sua emancipação em 1938, remete também a uma experiência pessoal de Felipe Rodrigues, que afirmou ter curado os ferimentos de suas pernas ao banhar-se nas águas da cidade. Foi o primeiro de muitos peregrinos que recorreram às águas milagrosas de Lagoa Santa para curar seus males. Agora, em 2014, essas águas que já foram curativas, recebem mansamente os representantes da canoagem brasileira, rumo à medalhas de Ouro nas Olimpíadas Rio/2016.

Abaixo, entrevista exclusiva com o Treinador Espanhol premiadíssimo Jesús Morlán

JD - O que levou um técnico tão premiado a desembarcar no Brasil assumindo o desafio da conquista de uma primeira medalha Olímpica?
Jesús - Foi mesmo o desafio.
Depois de conseguir o meu atleta na Espanha a quinta medalha olímpica ele não tinha certeza de continuar na canoagem, eu tinha uma oferta do Brasil para vir treinar a equipe e parte de minha família mora na Colômbia, eram muitas as razões para aceitar a oferta.

JD – Como é a trajetória pessoal e profissional de Jesús Morlán?
Jesús - eu entrei na canoagem no ano de 1979 e desde 1988 estou como técnico.
Na verdade minha vida era a de um professor de matemática e biologia. Estou na canoagem quase por casualidade.
Em 1999 consegui como técnico “minha’’ primeira medalha em um mundial júnior, mas nunca achei que iria me dedicar à alta competição, acho que são coisas da vida, do destino.
Nunca cheguei nem a imaginar estar nos jogos mundiais com atletas no pódium, isso no ano 1988 era impensável, mas depois do ano 1999 tudo foi muito rápido na alta competição
JD - Como serão os treinos em Lagoa Santa?
Jesús - Os treinos serão diários, com a mesma estrutura de trabalho de sempre, a única diferença é que em Lagoa Santa, como é um lugar bem tranquilo, haverá mais tempo para descansar e no meu caso, para escrever e revisar todas as informações da equipe.
A ideia era ficar em um lugar ideal para uma concentração até o Rio, sem duvida achamos um lugar maravilhoso, inclusive, melhor do que eu tinha previsto.

JD - O que levou o atleta Isaquias Queiroz a conquistar medalhas no Mundial, que tem o dedo de Jesús Morlán?
Jesús - Treinar, treinar forte, sofrer, começar a escutar e entender os treinos, os tempos, os parciais entre bóias.
Aprender como se ganha uma medalha e porque, e, no caso contrário o mesmo, porque não se ganha.

JD - Que tipo de técnica ou característica pessoal faz um campeão?
Jesús - Um campeão trabalha muito, fala pouco, aceita, assimila e equilibra suas ações.
Um tipo que não escuta e não tem equilíbrio chegara um momento que não dará certo.
É a lei dos campeões.
Alem do talento há mais considerações para se ganhar uma medalha olímpica.

JD - Já se sentiu frustrado alguma vez ao não conseguir um objetivo?
Jesús - Na verdade não, sempre que a gente foi com intenções em um ano pré-olímpico e olímpico a pegar uma medalha, conseguimos.
Foram 5 medalhas olímpicas em 5 finais e 3 medalhas pré-olímpicas em três mundiais pré-olímpicos.
A gente quando quis ser competitivo, chegou e deu certo.
Nunca me aconteceu estar pronto o atleta para ganhar e não ganhar nada, mas sei que o dia chegara.
Deve ser horrível essa situação de não ter ajudado o teu atleta a conseguir o foco, só três conseguem o foco o resto não ganha medalha, o alto nível e assim mesmo.

 

Empresas sediadas no Aeroporto Tancredo Neves agora podem contratar mão de obra de Lagoa Santa

Empresas localizadas no Aeroporto e que não contratavam funcionários de Lagoa Santa, porque o gasto com passagem para Pedro Leopoldo, Vespasiano e região era menor, agora com a implantação da linha 3011 (Sistema Integrado), começam a rever essa prática, pois com a nova linha 3011 o deslocamento das pessoas ficou menor, o número de horários disponíveis ficou maior e o preço da passagem ficou mais baixo.
A Prefeitura de Lagoa Santa, através do Diretor da Translago Roberto Félix, informa que a linha 3011, implantada para atender o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, já está funcionando em sistema de integração com as linhas municipais 3001, 3002, 3003, 3004, 3005, 3006, 3007, 3008, 3009, 3010.

Com a implantação do sistema de integração, quem utiliza os ônibus das linhas intramunicipais, têm até 30 minutos após o ônibus chegar ao seu destino final para pegar o segundo, sem pagar nova passagem.
O sistema de integração representa um ganho para o cidadão que passa  a fazer a viagem até o Aeroporto pela tarifa de R$ 2, 90 (dois reais e noventa centavos). O sistema é valido para os usuários que utilizam o cartão ótimo.

De acordo com Márcio Rodrigues, gerente da Swissport, a empresa está recadastrando os funcionários que moram em Lagoa Santa, para que o mais rápido possível, todos estejam utilizando a linha 3011. Com essa mudança, a prioridade passa a ser das contratações de pessoas da região.
Marcelo Doco da Provoo, diz que: “Desde a implantação da linha 3011, a Provoo, vem intensificando suas contratações na cidade de Lagoa Santa. Trata-se de uma reivindicação antiga que só foi possível graças à sagacidade do Sr. Roberto Félix e do Prefeito Dr. Fernando. Esta é uma conquista que beneficia os moradores da cidade. Desde o início da nova linha já contratamos 06 (seis) novos colaboradores da cidade e estamos utilizando o banco de currículos de moradores que devem se cadastrar na empresa Vetor Norte no Bairro Santos Dumont. Além disso fechamos contrato com o Instituto Promover para a inserção de Jovens Aprendizes no quadro de nossos colaboradores.”  

Confira as linhas que fazem integração com a linha 3011:
3001 - LAGOINHA DE FORA/SANTOS DUMONT
3002 - LAPINHA/AERONAUTAS
3003 - RECANTO DA LAGOA/LAPINHA
3004 - LAPINHA/VISTA ALEGRE
3005 - CAMPINHO/FRANCISCO PEREIRA
3006 - CAMPINHO/AERONAUTAS
3007 - PALMITAL/AERONAUTAS
3008 - JOÁ/PALMITAL
3009 - NOSSA SENHORA DE LOURDES/AERONAUTAS
3010 - MORRO DO CRUZEIRO/VILA JOSÉ FAGUNDES
 

Cães da raça Pastor Alemão treinam na orla da lagoa em Lagoa Santa, rumo à competição nacional

  

  

Encontramos em treinamento na orla da lagoa, quatro cães da raça Pastor Alemão, se preparando para competição nacional. Lá estava também Dorival de Almeida Furtado Júnior, proprietário do canil Avalon, com sede em Lagoa Santa. Dorival é Engenheiro Eletricista e cria cães desta raça desde 1987. É juiz da raça na parte de estrutura (cães de “exposição de criação”) de nível nacional e já foi Presidente da SMCPA – Sociedade Mineira de Cães Pastores Alemães por três mandatos.

Dorival, entusiasta da raça diz: “Sem dúvida o Pastor Alemão é o cão, dentre as raças ditas de trabalho, a que tem o melhor convívio com o ser humano. Trata-se de um cão muito inteligente, fácil de adestrar, geneticamente desenvolvido para discernir o momento em que tem que ser dócil do que tem de ser agressivo, diferenciando, inclusive, quem ou o que representa perigo para então procurar agir conforme a necessidade. O controle para reprodução na raça é muito rigoroso, procurando proibir à reprodução animais que mostrem descontrole nervoso, agressividade exagerada, etc.. Também fazem parte do controle, questões como caráter e problemas de saúde que possam ser transmissíveis, como por exemplo, a displasia coxo-femural e de cotovelo. É feita uma seleção, que fica anotada em seu pedigree, por Juiz de Criação, onde todos os aspectos são levados em consideração, sendo dada ou não autorização para reprodução.

Assim, os animais que são levados ao treinamento na orla da lagoa, bem como nas exposições, são antes de mais nada animais estáveis que se mantem sob  total comando de seus condutores/proprietários.  Estes treinamentos são de vital importância para melhorar ainda mais a sociabilidade dos animais, visto que acabam se relacionando com muitas pessoas diferentes, além do fato de se tratar de profissionais de larga experiência na atividade.
É importante ressaltar que os treinamentos para a parte de proteção (ataque) se iniciam com o cão ainda bem jovem, através de brincadeiras, o que se estende por longo período. Basta dizer que é comum o figurante acabar de treinar ataque de um animal, retirar as proteções e treiná-lo na parte de movimentação de pista.

Outro fato que não posso deixar de ressaltar é que, em quase trinta anos criando e treinando meus cães nunca tivemos nenhum acidente com pessoas que transitavam ou assistiam nossos treinos, o que confirma a excepcionalidade da raça, que por sinal é a única que executa várias funções como cão de pastoreio, de guarda, de polícia, guia de cego, de guerra, de salvamento, localizador de drogas, de companhia, entre outras tantas”.

Canil Avalon - Fones: 3681-9668 ou  8840-1927
 

Translago cobra obra de Viaduto em frente ao CIAAR



O Diretor da Translago, Roberto Félix, cobrou dos responsáveis pela obra do CIAAR a construção de viaduto, fruto de medida compensatória quando da licença para a construção do mesmo. Em correspondência solicitando informações ao DER, Roberto Félix disse o seguinte: “Conforme informações extra oficiais a conclusão das obras do CIAAR estão previstas para o mês de dezembro do corrente.
Assim sendo, a transferência do CIAAR da Pampulha deverá ocorrer no mês de março de 2015.
É importante salientar que de acordo com o levantamento efetuado nos arquivos da Prefeitura Municipal constatamos que de acordo com a comunicação interna nº 170/2011/SEPLAN  o Secretário Municipal de Planejamento encaminhou à TRANSLAGO, cópia anexa, o anteprojeto do novo trevo do CIAAR (Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica).
Por outro lado, no Alvará de Licença para a Construção do CIAAR ficou estabelecido como um dos requisitos da “medida compensatória para habite-se”, cópia anexa, “...2 - Apresentar projeto e implantação de nova rotatória de acesso ao CIAAR na MG-10”.
Diante do exposto, solicitamos informações do DER/MG se o projeto de construção dos viadutos vem sendo cobrado por este órgão e em qual fase se encontra.” E como resposta do representante do DER-MG obteve a seguinte informação: “Informo que já se encontra em posse dessa Coordenadoria Regional o projeto de segurança viária, elaborado pela Gerência de Tráfego e Segurança Viária da Diretoria de Operações do DER-MG, que visa a reestruturação do trevo da Dilasa na rodovia MG010. Salientamos então manifestação por parte da Translago para o agendamento de uma reunião para a apresentação do referido projeto.

 


Página 2 de 25