Cães da raça Pastor Alemão treinam na orla da lagoa em Lagoa Santa, rumo à competição nacional

Cães da raça Pastor Alemão treinam na orla da lagoa em Lagoa Santa, rumo à competição nacional


  

  

Encontramos em treinamento na orla da lagoa, quatro cães da raça Pastor Alemão, se preparando para competição nacional. Lá estava também Dorival de Almeida Furtado Júnior, proprietário do canil Avalon, com sede em Lagoa Santa. Dorival é Engenheiro Eletricista e cria cães desta raça desde 1987. É juiz da raça na parte de estrutura (cães de “exposição de criação”) de nível nacional e já foi Presidente da SMCPA – Sociedade Mineira de Cães Pastores Alemães por três mandatos.

Dorival, entusiasta da raça diz: “Sem dúvida o Pastor Alemão é o cão, dentre as raças ditas de trabalho, a que tem o melhor convívio com o ser humano. Trata-se de um cão muito inteligente, fácil de adestrar, geneticamente desenvolvido para discernir o momento em que tem que ser dócil do que tem de ser agressivo, diferenciando, inclusive, quem ou o que representa perigo para então procurar agir conforme a necessidade. O controle para reprodução na raça é muito rigoroso, procurando proibir à reprodução animais que mostrem descontrole nervoso, agressividade exagerada, etc.. Também fazem parte do controle, questões como caráter e problemas de saúde que possam ser transmissíveis, como por exemplo, a displasia coxo-femural e de cotovelo. É feita uma seleção, que fica anotada em seu pedigree, por Juiz de Criação, onde todos os aspectos são levados em consideração, sendo dada ou não autorização para reprodução.

Assim, os animais que são levados ao treinamento na orla da lagoa, bem como nas exposições, são antes de mais nada animais estáveis que se mantem sob  total comando de seus condutores/proprietários.  Estes treinamentos são de vital importância para melhorar ainda mais a sociabilidade dos animais, visto que acabam se relacionando com muitas pessoas diferentes, além do fato de se tratar de profissionais de larga experiência na atividade.
É importante ressaltar que os treinamentos para a parte de proteção (ataque) se iniciam com o cão ainda bem jovem, através de brincadeiras, o que se estende por longo período. Basta dizer que é comum o figurante acabar de treinar ataque de um animal, retirar as proteções e treiná-lo na parte de movimentação de pista.

Outro fato que não posso deixar de ressaltar é que, em quase trinta anos criando e treinando meus cães nunca tivemos nenhum acidente com pessoas que transitavam ou assistiam nossos treinos, o que confirma a excepcionalidade da raça, que por sinal é a única que executa várias funções como cão de pastoreio, de guarda, de polícia, guia de cego, de guerra, de salvamento, localizador de drogas, de companhia, entre outras tantas”.

Canil Avalon - Fones: 3681-9668 ou  8840-1927