Implantação do novo Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica - CIAAR em fase final

Implantação do novo Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica - CIAAR em fase final


O Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR) é uma Unidade-escola da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pela formação e adaptação militar de profissionais - civis e militares - aprovados em concurso público nacional, para ingresso no quadro de oficiais da FAB.
A história do CIAAR inicia-se em 1933, quando foi sediado, em Belo Horizonte, o 4º Regimento de Aviação do Exército Brasileiro. Nos anos seguintes, a nomenclatura foi alterada diversas vezes, como Destacamento de Base Aérea, Núcleo do Regimento de Aviação, 4º Corpo de Base Aérea e, com a criação do Ministério da Aeronáutica, em 1941, Base Aérea de Belo Horizonte.
Em 1982, foi criado o Centro de Instrução de Graduados da Aeronáutica (CIGAR), com a missão de formar a primeira turma do Quadro Feminino de Graduadas, tornando-se pioneiro na formação da mulher militar para a Aeronáutica.
Em 26 de setembro de 1983, nasceu o Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR). Funcionando ao lado do Aeroporto da Pampulha, tem como missão o planejamento, a coordenação, o controle e execução dos planos e programas de ensino relativos à adaptação militar de pessoal para a Aeronáutica.
A cada dia, o CIAAR firma-se como referência na área de ensino do Comando da Aeronáutica. A visão da Administração do CIAAR é que este Centro apareça como um paradigma de excelência na formação e na adaptação de civis e militares para o oficialato no âmbito das Forças Armadas Brasileiras.
Atualmente, das escolas da Aeronáutica, o CIAAR forma o maior número de oficiais para a FAB: são cerca de 500 ao ano, marca que faz da Instituição um dos mais importantes estabelecimentos de ensino da Força. São realizados cursos de curta duração (de 13 a 18 semanas), para a adaptação de médicos, dentistas, farmacêuticos, administradores, advogados, dentre mais de 30 especialidades de nível superior, bem como são formados oficiais especialistas em cursos tecnólogos, com dois anos de duração, em áreas como manutenção de aeronaves, armamento e controle de tráfego aéreo.
Vale ressaltar que o CIAAR possui um efetivo de cerca de 1000 homens e mulheres, envolvidos diretamente na formação militar e na capacitação profissional dos alunos que por lá passam anualmente. Desta forma, pode-se inferir que esse estabelecimento de ensino contribui significativamente para a movimentação da economia local.
Sobre as obras de instalação do novo complexo em Lagoa Santa, o investimento total previsto atualizado é da ordem de R$ 237 milhões, podendo ser acrescido em função dos reajustes contratuais que a lei determina.
A nova data estimada para término das obras é dezembro de 2014, com entrega definitiva até março de 2015, a depender da capacidade do mercado em disponibilizar mão de obra em número suficiente para fazer frente a esse prazo.
A área total construída da obra de instalação do novo CIAAR em Lagoa Santa é de cerca de 57mil m² num terreno de 700mil m². Os recursos alocados ao empreendimento são provenientes do Orçamento do Comando da Aeronáutica e de um convênio firmado com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – INFRAERO em 2009, que também transfere a propriedade das atuais instalações do CIAAR, vizinho do Aeroporto da Pampulha, a essa empresa.
A empreitada, iniciada em 2010, deve gerar cerca de 1000 empregos diretos e até 5000 indiretos.
O novo complexo contará com alojamentos para os alunos, refeitórios, praça de esportes, hotéis para os militares instrutores que não fazem parte do efetivo do CIAAR, capela, edifício-sede e edifício-escola – onde se localizam as salas de aula e o auditório; além das instalações de apoio, como almoxarifado, lavanderia, garagem e outras edificações administrativas.
Sobre sustentabilidade, o projeto do CIAAR-LAGOA SANTA incorpora diversas tecnologias, sistemas e materiais sustentáveis em sua concepção. Dentre as principais implementações, podemos citar:
- Captação e utilização de águas pluviais (volume 250m²);
- Criação de área de servidão ambiental;
- Pinturas de acabamento em tons claros (menor retenção de calor);
- Preservação ambiental;
- Previsão de bicicletário;
- Previsão de lixeiras para coleta seletiva;
- Previsão de pisos em concreto intertravado;
- Sistema de aquecimento solar (ex.: chuveiros dos alojamentos, piscina do ginásio);
- Sistemas de descarga com caixa acoplada (inclusive PNE)/acionamento tipo ‘dual flux’;
- Sistema termobrise de fachadas; e
- Telhas termoacústicas.
A execução das obras de implantação do novo Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica - CIAAR, na cidade de Lagoa Santa/MG tem como benefício sócio-econômico o aumento da capacidade de formação de novos oficiais e a redução dos custos de administração, em razão de sua futura integração com o Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa, desocupando o terreno da atual na Pampulha.