Jovem comanda OAB em Lagoa Santa

Jovem comanda OAB em Lagoa Santa


Lucas Amaral
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

No mês de janeiro deste ano, a subseção da OAB em Lagoa Santa iniciou uma nova fase em sua gestão. É que o advogado Wendell Maciel assumiu a presidência da instituição, em substituição ao Dr. Admílson de Moura, um dos fundadores da instituição. Formado na Faculdade de Direito de Sete Lagoas, o atual presidente da OAB atua, prioritariamente no direito do trabalho e civil,  em questões da área de família, sucessões, indenização, danos morais e materiais.
Wendell considera-se um lagoasantense nato. Aos 5 anos, mudou-se para o município, devido à transferência do pai, Silvanio Ribeiro da Silva, também formado em direito, mas sem atuação na área, para trabalhar como controlador de vôo no Aeroporto Internacional de Confins, área na qual atuou durante toda a vida. A formação acadêmica infantil do até então pequeno Wendell foi, em grande parte, edificada na própria cidade, onde logo fez amizades e relacionamentos duradouros. Ao longo da puerícia, freqüentou instituições de ensino locais como o Pé-de-Moleque e o Palomar. Mais tarde, completou o Ensino Médio em Belo Horizonte, no Pitágoras, antes de ingressar na faculdade.
Apesar do pai não ter atividade contínua na área em que se formou, foi ele o grande incentivador tanto para Wendell quanto para Weslley, o irmão mais velho e fundador do escritório Weslley e Wendell Maciel Ribeiro Advogados Associados, onde ambos trabalham atualmente. E foi assim, sob forte exemplo familiar do pai e do irmão advogados, que o atual presidente da OAB iniciou seus estudos na promissora carreira, formando-se três anos após Weslley e iniciando a parceria que perdura até hoje. Há poucos meses, casou-se com Sabrina de Paula Oliveira, com quem ainda não tem filhos.
Apesar de jovem, o advogado surpreende pela capacidade e notável senso de liderança, demonstrados desde os 23 anos, quando teve participação ativa no Grêmio Estudantil da faculdade, o qual chegou a presidir. Hoje, enxerga com otimismo e gratidão a confiança nele depositada quando lhe foi solicitada a candidatura à presidência da OAB. “A indicação foi uma grande honra. É realmente um cargo de muita responsabilidade e que dignifica a pessoa. Tenho certeza que o meu aprendizado em alguns movimentos que participei anteriormente irão me ajudar a gerir com sabedoria esta instituição tão importante”, disse ao Jornal Diferente.
Convicto de seus pensamentos, guia-se por ideais de respeito ao próximo, baseado nas regras de sua profissão. Não obstante, enxerga a ética como algo mais amplo, que deve ser levado para todos os campos da vida, além de priorizar o aspecto social permitido por seu ofício, ajudando sempre que possível. Ele se orgulha de representar uma classe, uma categoria, considerando os problemas sociais como um todo e não individualmente, tendo sempre em vista o bem-estar coletivo. Inclusive, Wendell crê que sua responsabilidade extrapola os limites do direito, com foco na sociedade e na população em geral. Uma visão um tanto quanto admirável para alguém que, segundo o próprio, constantemente surpreende pela juventude.
Próximo de completar 29 anos, Wendell acha que a mocidade pode ser um fator positivo. “Claro que a juventude tem o lado bom, pois a gente ainda tem uma carga boa de energia e muita vontade. Mas eu entendo que são as experiências que dão condições de se ter uma bagagem para solucionar determinadas situações. Por isso é preciso saber escutar, ponderar para conduzir essa instituição. Neste cargo, não é possível se dar ao luxo de cometer equívocos”, diz e completa. “O bom da nossa subseção é que eu não estou sozinho”.
Para auxiliá-lo nessa tarefa de administração da subseção da OAB de Lagoa Santa, Wendell conta com companheiros, os quais ele faz questão de elencar. “Tenho ao meu lado o vice-presidente, Dr. Paulo Evaldo, o Dr. Samuel Magnavacca, a Dra. Viviane de Bastos, a Dra. Darci Orlando e a Dra. Lizza Bethônico”, lista o rapaz, ponderando o valor de se ter pessoas competentes atuando ao seu lado. Humilde, Wendell ainda diz que “sempre que vier a me equivocar, estarei disposto a ouvir críticas e tudo que me for aconselhado para que essa minha pouca experiência seja suprimida da melhor maneira possível”.
O presidente conta que sempre teve vontade de estar à frente da subseção, mas não acreditava que isso pudesse acontecer tão cedo. Ele foi motivado pela vontade de atuar em órgãos representativos, o que aspira desde a adolescência. Wendell não deixa de fazer elogios ao trabalho feito por seu predecessor, o Dr. Admílson de Moura. “Ele é um ótimo profissional e foi quem conseguiu trazer a independência da subseção, que fazia parte da circunscrição de Pedro Leopoldo e, mais tarde, de Vespasiano”, relembra.
Ele ainda explica o quão representativa a OAB pode ser para a sociedade. “Para mim, a OAB é uma instituição que vai um pouco além das entidades de classe normais, pois não atua somente de maneira a representar os advogados. Claro que também temos essa função, mas também é nossa responsabilidade atuar em defesa das leis, junto ao Poder Judiciário, ao Ministério Público, zelando pela boa aplicação das leis e da defesa do Estado Democrático. Essa é a minha maior inspiração, contribuir para a sociedade de Lagoa Santa como um todo”.
Há quase nove meses na presidência, Wendell explica que as atribuições da subseção, cuja sala se localiza do Fórum local, incluem o gerenciamento dos recursos financeiros, melhoria nas condições de trabalho dos colegas, fornecimento de computador e serviço de cópias, além de oferecer espaço para os profissionais atenderem aos clientes no local. Somado a isso, há a atuação junto ao presídio e a subseção tem a responsabilidade de dialogar junto à diretoria do Fórum e do Ministério Público, e também com a Secretaria e o Tribunal de Justiça de Minas gerais, sempre visando a resolução dos problemas dos advogados. Também fica a cargo da OAB de Lagoa Santa interagir com a seccional mineira e com as outras subseções, trocando experiências.