Justiça ágil em Lagoa Santa

Justiça ágil em Lagoa Santa


Por Roberty Lauar
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Nós do JD – Jornal Diferente e da Rádio Super FM, nos últimos dias recebemos inúmeros telefonemas de moradores do Bairro Jardim Imperial demonstrando preocupação quanto à interdição Judicial da ponte na entrada do Bairro. A interdição determina o impedimento de acesso e do trânsito de veículos e até mesmo de pedestres. Para espanto da população a Escola Estadual Reparata que atende o Bairro, fica a 50 metros da ponte e para conseguir chegar até lá, após a interdição, os alunos teriam que andar mais de 10 km, passando pelo Bairro Palmital e por uma estrada de terra toda esburacada, sem contar que o lugar é ermo e não oferece segurança alguma, pois é também mal iluminado e cheio de mato. Procuramos a Promotora de Justiça do Município Dra. Janaini Keily Brandão e a mesma nos informou que para resguardar o direito e a segurança da população teve que determinar a interdição do local até conhecer a real dimensão do problema. Após muitas informações desencontradas e apelos incessantes da população acompanhamos o jovem Juiz da Segunda Vara Cível da Comarca de Lagoa Santa, Dr. Carlos Alexandre Romano Carvalho que foi ao local, para fazer uma inspeção Judicial acompanhado de Engenheiros de sua confiança para auxiliá-lo em sua decisão final quando a interdição total da ponte. O Dr. Carlos Alexandre nos informou que comparecia ao local para, a partir das informações técnicas necessárias, decidir com convicção qual a decisão final a ser tomada. Ao ouvir os técnicos o Dr. Carlos Alexandre nos relatou em primeira mão e de maneira informal que notificará a Prefeitura para que viabilize “urgentemente” uma passagem segura para pedestres e para veículos pequenos na parte não afetada da ponte e só após a Prefeitura viabilizar a passagem segura irá determinar a liberação do acesso citado. O JD – Jornal Diferente e a Rádio Super FM parabenizam todos os envolvidos no procedimento judicial – a Dra. Juiz da Segunda Vara Cível da Comarca de Lagoa Santa, Dr. Carlos Alexandre Romano CarvalhoJanaini Keily Brandão, sempre atenta aos anseios da população e ao Dr. Carlos Alexandre que prontamente e ao pé da letra “enfiou o pé na terra” sobre a ponte para se certificar do melhor para o cidadão Lagoasantense. O JD – Jornal Diferente e a Rádio Super FM, sentem-se felizes por mais uma vez cumprirem sua função de interlocutores entre a população e as autoridades locais.  Agora cabe à Prefeitura Municipal, com a mesma presteza que tiveram os representantes do Judiciário, atender a população local.
Em nota enviada ao JD – Jornal Diferente, o Secretário Municipal do Desenvolvimento Urbano, Marco Aurélio Pereira informa que está sendo elaborado o projeto de recuperação da ponte e tão logo fique pronto e seja aprovado, será aberto o processo licitatório para realização da obra.