Feiras de Negócios interessam aos pequenos empresários?

Feiras de Negócios interessam aos pequenos empresários?


Por Fernando Lummertz 
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
 

Visibilidade é tudo no mundo dos negócios.  Uma empresa pode ter excelentes produtos, mas se estes não forem apresentados ao mercado simplesmente não os venderá. Existem muitas maneiras de se promover um produto para o mercado alvo, mas poucas ferramentas promocionais são tão completas quanto uma feira de negócios.
As pesquisas evidenciam isso:
• 98% dos visitantes de feiras afirmaram que relacionam a participação da empresa no evento com a força de sua marca no mercado;
• 54% dos visitantes não tinham conhecimento da marca antes de visitar a empresa na feira;
• 25% dos visitantes que ingressam em  um estande adquirem produtos da marca nas duas semanas seguintes ao evento.
• 96% dos visitantes visitam feiras de negócios para procurar novidades ou opções de fornecedores.
Em uma feira os visitantes podem utilizar para avaliação de um produto todos os sentidos: audição, tato, olfato, paladar e visão. Nenhuma outra ferramenta promocional tem essa capacidade, ainda mais quando se associa esse fato com a quantidade de público que as feiras costumam alcançar resultando, portanto, em excelente relação custo x benefício por contato realizado.
Alguns empresários se postam contrários a participação em feiras geralmente porque não conhecem os reais benefícios de participação e olham para as feiras como uma atividade festiva e social e não como a poderosa ferramenta de negócios que elas representam. Alguns até já passaram pela experiência de participação e julgaram ter sido mal sucedidos. Em geral, as empresas que não obtém bons resultados são aquelas que não se prepararam adequadamente para participar de uma feira. Foram para o evento sem um objetivo claro e mensurável, não divulgaram a participação, não treinaram a equipe responsável pelo atendimento e muito menos fizeram ações adequadas pós-feira na busca da concretização das oportunidades de negócios geradas durante o evento.
A questão não é defender a importância das feiras, não fossem elas boas e necessárias para os negócios o mundo não realizaria cerca de 50 mil feiras de negócios a cada ano, a questão é outra – saber se uma empresa está preparada para participar de uma feira  com chances de obter bons resultados, essa é a questão e para tanto é fundamental que a equipe do Expositor esteja bem preparada para realizar, com competência e adequada capacitação, as seguintes tarefas:
• Realizar um minucioso e correto planejamento de participação da fase pré-feira que resulte na criação de um estande compatível com os objetivos de participação;
• Atender aos visitantes empregando as técnicas que uma feira exige e que são bastante diferentes daquelas que a equipe comercial utiliza no dia-a-dia das vendas;
• Implantar, no timing correto, uma consistente ação de marketing e vendas na fase pós-feira, abordando e interagindo com clientes e potenciais clientes.
Feira não é uma ação única e pontual. Em geral, as feiras são portas de entrada para um relacionamento forte e duradouro com potenciais clientes. Sabendo participar certamente valerá a pena!

Fernando Lummertz é jornalista, administrador de empresas e MBA em Marketing pela Madia Marketing School. Consultor empresarial especializado em feiras, diretor do Ibraexpo Instituto Brasileiro  de Feiras – ministra palestras e cursos para expositores das feiras de negócios em todo o Brasil e no exterior - é autor do livro FEIRAS DE NEGÓCIOS Como Planejar, Organizar, Controlar e Avaliar a Participação, do DVD de treinamento de equipes denominado Como obter BONS RESULTADOS nas Feiras de Negócios e do aplicativo PRÓ EXPOSITOR para gestão da participação em feiras.

www.proexpositor.com