Brado de alerta: Nossa fauna e flora correm perigo!

Brado de alerta: Nossa fauna e flora correm perigo!


Lagoa Olhos D’Agua - Foto: DivulgaçãoSegundo e-mail enviado pelo professor José Eugênio da UFMG, a prefeitura de Lagoa Santa começou a urbanizar a lagoa Olhos D’Agua, que é, usada para a construcão e fixacão de ninhos e é uma das poucas lagoas naturais  da APA Carste que tem vegetacao aquática, como taboas, junco,  ninfeaceas (flutuantes), samambaias aquáticas e ainda algas no fundo. Nessa lagoa ainda podem ser vistas varias espécies de aves aquáticas que dependem dessa vegetacão ou de onde caçam insetos, peixes, etc. Elas dependem dessa vegetação para sobreviver. A vegetaçao terrestre é um tampão em torno da lagoa e a protege do assoreamento, dentre outras coisas.
    Ainda segundo José Eugênio essa vegetacão terrestre está sendo toda cortada e as margens da lagoa “estão sendo emparedadas com granito!” Não demora vão começar a retirar a vegetacão aquática, como já aconteceu na Lagoa Central. Infelizmente, “essa gente da prefeitura” não consegue conviver com as unidades naturais da paisagem e que são verdadeiros tesouros da vida silvestre! Não enxergam nelas beleza e nem a respeitam como habitats naturais a serem preservados. “Vão matar a lagoa Olhos D’agua”, transformando-a em um poço de água sem vida.
    Sugiro que o Conselho da APA Carste se manifeste contra essas intervenções desrespeitosas com nossos últimos ambientes naturais. Como cidadão, tenho tentado comunicacão com a Secretaria de Meio Ambiente da cidade, mas sem sucesso. Essa Lagoa é uma das inumeras que compõem o sistema de lagoas naturais da APA Carste e que já foram ou tem sofrido grandes impactos ambientais. Sugiro também que o IBAMA intervenha rápido. Se nada for feito, a Olhos D’Agua vai virar um tanque sem vida, como o que se encontra dentro do condomínio Morada dos Pássaros.
Com esperança,
José Eugênio Cortes Figueira