Mart´nalia é destaque no seriado “Pé na Cova” da Globo

Mart´nalia é destaque no seriado “Pé na Cova” da Globo


Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Foto: Eny MirandaO talento vem de berço. Filha de Martinho da Vila, um dos grandes compositores do samba e da cantora Amália Mendonça, Mart´nalia Mendonça Ferreira nasceu no bairro  de Pilares, Zona Norte do Rio de Janeiro. Sua trajetória no cenário musical começou como backing vocal aos 16 anos, durante as apresentações do pai. Como qualquer músico em início de carreira,na década de 90, Mart´nalia também se apresentou em vários bares do Rio de Janeiro apresentando trabalho solo. O primeiro CD “Minha Cara” com repertório no estilo “samba-canção” foi produzido por Martinho da Vila em 1995. Anos mais tarde, Mart´nalia embarcou na percussão com auxílio do cantor e compositor Caetano Veloso.  Em 2002 gravou o CD “Pé no meu Samba”, faixa título composta por Caetano Veloso, especialmente para a cantora.  O álbum foi o grande salto da artista para o mercado midiático. A turnê do novo trabalho contou com a participação de vários artistas, entre eles Caetano Veloso, Fernanda Abreu,Zélia Duncan e Lenine.
Mart´nalia fez sua primeira apresentação solo para grande público na  praia de Copacabana, na virada de 2002 para 2003 e fez show no Teatro Rival BR, também na capital carioca. Em 2004 participou do projeto “Da Idade do Mundo”, no Centro Cultural Banco do Brasil em Brasília e lançou o CD e primeiro DVD “Meu Pé no Samba (Ao Vivo)”. Muito elogiada pela crítica, hoje, Mart´nalia faz shows pelo país e também já se apresentou em turnês internacionais pela Europa e África.
Na pele da personagem Tamanco, na série “Pé na Cova”, a cantora vem conquistando seu espaço na teledramaturgia. O convite partiu do autor da produção e protagonista da série, Miguel Falabella, que resolveu apostar em mais um talento da cantora. Tudo indica que a aposta do ator tem dado certo, hoje o personagem é um dos grandes destaques da série global. Em entrevista exclusiva para o JD – Jornal Diferente, Mart´nalia fala sobre a influência do pai na carreira, o samba em sua vida e a nova fase como atriz.
JD - Você começou a cantar especificamente samba por influência do seu pai?
Na verdade comecei a cantar por causa dele e com ele... Então comecei no samba e venho me misturando ao longo dos anos!
JD - Em algum momento da sua vida, chegou a pensar em seguir outra profissão?
No inicio queria ser psicóloga e estava prestando vestibular quando meu pai nos pediu pra cantar uma música dele num festival.. Depois disso nunca mais parei. JD - Seu último disco, “Não tente compreender” é composto por músicas que transitam pelo samba, pop e a MPB mistura de estilos seria uma preparação para deixar o samba um pouco de lado?
Na verdade desde o meu primeiro LP (pois sou desta época...) sempre me misturei...
Só que neste ultimo disco contei com o Djavan que me ajudou mais ainda a ficar misturada...
JD - Como aconteceu a parceria com o cantor e compositor Djavan, para produzir seu último trabalho?
Ele nunca tinha produzido a nao ser seu próprio trabalho então fui indo ...falando... Paquerando e ai deu certo graças a Deus!
JD - Sobre a experiência como atriz em “Pé na Cova”, pretende atuar novamente se surgirem novas oportunidades?
Vamos voltar com o seriado no segundo semestre.., então continuo Tamanco!!
JD - Como você avalia a sua atuação como atriz?
Na verdade não sou uma atriz... Mas me divirto muito e estou adorando fazer a personagem !!
JD -   Você é parecida com a Tamanco?
Sou sim! Acho que o Miguel já escreve  propositalmente pra me ajudar.
JD - Como tem sido contracenar com Marília Pera e Miguel Falabella?
Aprendo muito e fico admirando mais ainda o trabalho sensacional deles!
JD - É verdade que você tem medo de morrer?
Sim! Muito medo!
JD - Atualmente o samba de raiz tem ganhado espaço entre os jovens. Na sua opinião, a que se deve essa aproximação, visto que o samba é um dos estilos musicais mais antigos na história da música?
Acho que o samba de raiz encontrou lugares que ele pode se propagar e alastrar! Então isso é bom para todos!!!
JD - Você é sempre extrovertida?
Não, na verdade eu sou bem tímida!
JD - Já sofreu algum tipo de discriminação por ser homosexual?
Já sofri por ser preta...
JD - Você já  tem novos projetos  em vista? Quando será a gravação de um novo CD e DVD?
Este ano gravaremos o novo DVD!