Artistas Nacionais

Thaeme e Thiago abrasando as baladas sertanejas pelo Brasil

Lucas Amaral
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Uma das duplas de maior sucesso na atualidade, Thaeme e Thiago, que reúne os timbres de voz feminino e masculino, vem abrasando as tradicionais baladas sertanejas pelo Brasil afora. E tudo aconteceu por acaso. Há cerca de dois anos, em um bate papo amigável, quando foram apresentados pela também dupla de amigos Fernando e Sorocaba, iniciou-se aquela que seria uma das parcerias de maior sucesso na atualidade. Aquela reunião informal foi o estopim para uma meteórica carreira conjunta, que já lançou três CD’s e um DVD pela gravadora Som Livre.
Mas antes, Thiago, cujo nome verdadeiro é José Lazaro Servo, obteve êxito na carreira solo. Nascido em Maringá, no Paraná, sempre foi fascinado por música, e, aos 15 anos, começou a cantar. Após uma desilusão amorosa, passou a criar músicas e o notável talento fez com que emergisse como compositor de sucesso, com participação nas carreiras de Hugo Pena e Gabriel, Maria Cecília e Rodolfo e Exaltasamba.
Thaeme, por outro lado, nasceu em Presidente Prudente, em São Paulo, mas mudou-se para o Paraná ainda jovem, e lá, começou a demonstrar seus dotes artísticos no coral da igreja. Nessa época, participava de shows de talentos infantis, inclusive com aparição no quadro “Talento Kids”, da apresentadora Eliana. Em 2007, entre mais de 15 mil candidatos do programa “Ídolos”, à época transmitido pelo SBT, venceu aquela edição do reality show, abrindo novas portas para sua carreira.
Leia mais...
 

Wanessa Camargo

Por Fabrícia Araújo / Lucas Amaral
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Filho de peixe, peixinho é. No caso da cantora Wanessa Camargo, o ditado se aplica. Filha do cantor Zezé Di Camargo, componente de uma das mais famosas duplas sertanejas do Brasil, ao lado do irmão Luciano, Wanessa conviveu, desde pequena, em uma atmosfera musical. Assim sendo, sua carreira ascendeu de maneira meteórica, atuando também nos ramos da moda, apresentação, atuação e empreendedorismo.
A infância simples em Goiânia começou a mudar com a promoção de Zezé a ídolo nacional. A fama do pai, entretanto, não lhe trouxe nenhuma regalia na infância quando, como todas as outras candidatas, teve que participar de um rigoroso teste para ingressar no corpo de ballet da dupla composta pelo pai e tio da garota.
A fama não tardou. O primeiro álbum, cujo nome era “Wanessa Camargo”, lançou sucessos como “O Amor Não Deixa” e “Apaixonada por Você”, e findou na venda de cerca de 250 mil cópias, o que lhe rendeu o disco de ouro. No ano seguinte, novamente o prêmio, após a produção do álbum de mesmo nome, com um índice de vendas duas vezes maior. “Eu Quero Ser o Seu Amor” e “Tanta Saudade” rapidamente entraram nas listas de mais tocadas nas rádios. Finalizando a trilogia de álbuns homônimos, o terceiro vendeu cerca de 350 mil cópias, ofertando a Wanessa o terceiro disco de ouro e confirmando a cantora como um dos maiores ícones da música jovem nacional.
Leia mais...
 

Fernando & Sorocaba lançam “Homens e Anjos”

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

A dupla sertaneja se formou graças a um acaso do destino. Eles são Fernando Zarzanello Bonifácio e Fernando Fakri de Assis, nacionalmente conhecidos como Fernando & Sorocaba, respectivamente.  Apresentados por um amigo em comum em um bar de Londrina, Fernando e Sorocaba resolveram se unir para brilhar juntos. Não demorou muito, para que os cantores se tornassem uma das duplas sertanejas de maior expressão do Brasil. Fernando é natural de Ji-Paraná, Rondônia e despertou a paixão pela música aos 7 anos, quando pegava o violão do avô para brincar. Sorocaba é natural de São Paulo, capital. Descobriu sua vocação para cantar durante a faculdade de Agronomia em Londrina.
O sucesso alcançou a dupla logo no início da carreira. Em 2008, Fernando & Sorocaba lançaram pela Universal Music “Bala de Prata”, CD que rendeu o primeiro disco de ouro, oferecido pela ABPD – Associação Brasileira dos Produtores de Discos. No ano seguinte, a dupla gravou o CD “Vendaval” sucesso absoluto com o hit “Paga Pau”.  Em 2010 a dupla estréia pela Som Livre, o CD e primeiro DVD da carreira “ Fernando & Sorocaba – Acústico” e no ano seguinte a dupla dispara mais uma vez no cenário sertanejo: o CD e DVD “Bola de Cristal”, sucesso absoluto com os hits “Tô Passando Mal” e “Teus Segredos”. Em 2012, Fernando & Sorocaba investem em alta tecnologia no CD e DVD “Acústico na Ópera de Arame”, gravado em Curitiba em alta resolução e formato 3D. Neste ano, a dupla inova em novo trabalho. Em turnê pelo Brasil, Fernando & Sorocaba apresentam o novo CD “Homens e Anjos”, composto por 13 faixas inéditas além de mais duas músicas bônus. A música de trabalho “O que Cê Vai Fazer”, de Sorocaba e Caco Nogueira, já é sucesso na nova turnê da dupla. Em entrevista exclusiva para o JD – Jornal Diferente, a dupla fala sobre carreira e composições de sucesso.
Leia mais...
 

Mart´nalia é destaque no seriado “Pé na Cova” da Globo

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Foto: Eny MirandaO talento vem de berço. Filha de Martinho da Vila, um dos grandes compositores do samba e da cantora Amália Mendonça, Mart´nalia Mendonça Ferreira nasceu no bairro  de Pilares, Zona Norte do Rio de Janeiro. Sua trajetória no cenário musical começou como backing vocal aos 16 anos, durante as apresentações do pai. Como qualquer músico em início de carreira,na década de 90, Mart´nalia também se apresentou em vários bares do Rio de Janeiro apresentando trabalho solo. O primeiro CD “Minha Cara” com repertório no estilo “samba-canção” foi produzido por Martinho da Vila em 1995. Anos mais tarde, Mart´nalia embarcou na percussão com auxílio do cantor e compositor Caetano Veloso.  Em 2002 gravou o CD “Pé no meu Samba”, faixa título composta por Caetano Veloso, especialmente para a cantora.  O álbum foi o grande salto da artista para o mercado midiático. A turnê do novo trabalho contou com a participação de vários artistas, entre eles Caetano Veloso, Fernanda Abreu,Zélia Duncan e Lenine.
Mart´nalia fez sua primeira apresentação solo para grande público na  praia de Copacabana, na virada de 2002 para 2003 e fez show no Teatro Rival BR, também na capital carioca. Em 2004 participou do projeto “Da Idade do Mundo”, no Centro Cultural Banco do Brasil em Brasília e lançou o CD e primeiro DVD “Meu Pé no Samba (Ao Vivo)”. Muito elogiada pela crítica, hoje, Mart´nalia faz shows pelo país e também já se apresentou em turnês internacionais pela Europa e África.
Na pele da personagem Tamanco, na série “Pé na Cova”, a cantora vem conquistando seu espaço na teledramaturgia. O convite partiu do autor da produção e protagonista da série, Miguel Falabella, que resolveu apostar em mais um talento da cantora. Tudo indica que a aposta do ator tem dado certo, hoje o personagem é um dos grandes destaques da série global. Em entrevista exclusiva para o JD – Jornal Diferente, Mart´nalia fala sobre a influência do pai na carreira, o samba em sua vida e a nova fase como atriz.
JD - Você começou a cantar especificamente samba por influência do seu pai?
Na verdade comecei a cantar por causa dele e com ele... Então comecei no samba e venho me misturando ao longo dos anos!
JD - Em algum momento da sua vida, chegou a pensar em seguir outra profissão?
No inicio queria ser psicóloga e estava prestando vestibular quando meu pai nos pediu pra cantar uma música dele num festival.. Depois disso nunca mais parei. JD - Seu último disco, “Não tente compreender” é composto por músicas que transitam pelo samba, pop e a MPB mistura de estilos seria uma preparação para deixar o samba um pouco de lado?
Na verdade desde o meu primeiro LP (pois sou desta época...) sempre me misturei...
Só que neste ultimo disco contei com o Djavan que me ajudou mais ainda a ficar misturada...
JD - Como aconteceu a parceria com o cantor e compositor Djavan, para produzir seu último trabalho?
Ele nunca tinha produzido a nao ser seu próprio trabalho então fui indo ...falando... Paquerando e ai deu certo graças a Deus!
JD - Sobre a experiência como atriz em “Pé na Cova”, pretende atuar novamente se surgirem novas oportunidades?
Vamos voltar com o seriado no segundo semestre.., então continuo Tamanco!!
JD - Como você avalia a sua atuação como atriz?
Na verdade não sou uma atriz... Mas me divirto muito e estou adorando fazer a personagem !!
JD -   Você é parecida com a Tamanco?
Sou sim! Acho que o Miguel já escreve  propositalmente pra me ajudar.
JD - Como tem sido contracenar com Marília Pera e Miguel Falabella?
Aprendo muito e fico admirando mais ainda o trabalho sensacional deles!
JD - É verdade que você tem medo de morrer?
Sim! Muito medo!
JD - Atualmente o samba de raiz tem ganhado espaço entre os jovens. Na sua opinião, a que se deve essa aproximação, visto que o samba é um dos estilos musicais mais antigos na história da música?
Acho que o samba de raiz encontrou lugares que ele pode se propagar e alastrar! Então isso é bom para todos!!!
JD - Você é sempre extrovertida?
Não, na verdade eu sou bem tímida!
JD - Já sofreu algum tipo de discriminação por ser homosexual?
Já sofri por ser preta...
JD - Você já  tem novos projetos  em vista? Quando será a gravação de um novo CD e DVD?
Este ano gravaremos o novo DVD!
 

Guilherme Arantes lança novo álbum “Condição Humana (Sobre o Tempo)”

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Foto: Pedro MatalloPaulistano do bairro Bela Vista, o cantor Guilherme Arantes é conhecido como o compositor que mais músicas fez para trilhas sonoras de novelas globais entre os anos de 1970 e 1990.  O gosto musical eclodiu em suas veias quando aos quatro anos, ganhou de seu pai um cavaquinho. Mais tarde, teve a oportunidade de estudar piano, instrumento que se tornou marca registrada do cantor. No início da década de 70, Guilherme mostrou o seu talento na banda “Morro Perpétuo” como vocal e tecladista. A banda que durou entre 1974 e 1975 foi a primeira oportunidade para mostrar o seu talento. Dois anos depois, Guilherme Arantes estreou carreira solo e logo em seguida, teve o seu primeiro sucesso estourado com a música “Meu mundo e nada mais”, trilha sonora da novela “Anjo Mal” em 1976. A partir daí, estrelou várias de suas composições em novelas como “Baila Comigo” e “Que Rei sou eu?!”.
Leia mais...
 

Mayana Neiva vive a decidida Charlene em “Sangue Bom”, nova novela da Globo

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Natural de Campina Grande na Paraíba, a atriz Mayana Neiva deixou a capital aos 15 anos para fazer intercâmbio nos Estados Unidos, quando descobriu sua vocação para atriz  e estudou Drama na Universidade de São Francisco na Califórnia.
Aos 19 anos, Mayana retornou para a Paraíba participou e venceu o  concurso “Miss Paraíba 2003”. Em seguida, a atriz recebeu a faixa de Miss Simpatia ao representar seu estado no “Miss Brasil” no mesmo ano. Com o objetivo de aperfeiçoar sua carreira, Mayana se muda para São Paulo em 2004 e aproveita a oportunidade para estudar e se formar em  filosofia na PUC-SP.
Ex- integrante do grupo de teatro Antunes Filho, a atriz faz sua estréia na Globo em 2007, na minissérie “A Pedra do Reino”, mas se destaca no papel de Karina, na minissérie “Queridos Amigos”, em 2008. Dois anos depois brilha no papel de Desireé Oliveira, última versão da novela “Ti-Ti-Ti”. Em 2012 participa da minissérie “Dercy de Verdade” como Olívia e no mesmo ano, interpreta a vilã ambiciosa Maria do Amparo em “Amor Eterno Amor”. Além destas, a atriz também participou da minissérie “Dalva e Herivelto-Uma Canção de Amor (2010) e da novela “Cordel Encantado(2011)”  Neste ano a atriz vive a personagem Charlene, na novela “Sangue Bom”. Em entrevista ao JD- Jornal Diferente, a atriz fala sobre as expectativas do novo trabalho, carreira e os projetos para o futuro.
JD - Você sempre sonhou em ser atriz? Como aconteceu sua ida para as artes cênicas?
Não. Sonhava em trabalhar com física nuclear, ser cientista, astronauta..ganhei prêmios de física nos EUA quando fui fazer intercâmbio, na Califórnia e foi lá que por acaso descobri o teatro. Mas tenho que confessar que desde a primeira vez que vivi esta alquimia que é  transformar as estórias que amo contar, me transformei para sempre.
JD - Como foi deixar a sua cidade natal em busca do seu sonho?
Difícil, mas absolutamente necessário. Ver e viver os teatros de são Paulo foi formador da minha identidade. Passar pelo Teatro Oficina, pelo CPT foi muito importante. Mas lamento somente o fato de isto me deixar longe da minha família, e dentro meu Estado não existirem escolas de arte para a minha idade na época.
JD - Você já tem outros projetos de trabalho no teatro ou na TV após a novela?
Sim em breve compartilho. Quero muito trabalhar com o Jô Bilac, amigo de muito tempo.  Também lanço o “Vendedor de Passados” filme do Lula Buarque de Holanda com o Lázaro Ramos em outubro e um outro que se chama “O Tempo que Leva” da Cintia Dommit Bittar em breve...
JD - Como você lida com a rotina de gravação? Tem tempo para se divertir?
 Adoro gravar e brincar de ser meus personagens. Sempre me redescubro através deles.   Acho importante a idéia de equipe, trabalhar bem em equipe pra mim é fundamental. Teatro, televisão e cinema são trabalhos bastante coletivos e em geral seriam presença positiva e propositiva nas minhas equipes de trabalho.
JD - Além do talento, a beleza também é um fator que contribui para a sua carreira. Como você se cuida?
Faço exercícios regularmente com um personal no Rio quando estou gravando. Tento equilibrar  minha dieta, tenho tentado substituir lactose por leite de arroz e comer menos à noite, mas um docinho é sempre um pecado que não consigo parar de cometer.
JD - Existe algum tipo de personagem que você gostaria de interpretar?
Sim.  Existem tantas mulheres que me interessam , ando pensando muito na Lou Salomé..quem sabe.
JD - O que te inspirou para escrever o livro infanto-juvenil “Sofia”? Pretende escrever outros para as crianças? E para adultos?
O nascimento da minha sobrinha Marina. Foi uma explosão de amor e eu achei que  seria uma boa idéia transformar um amor em livro..seguramente que adoraria escrever mais.
JD - Você acredita que poderá um dia atuar na área da filosofia?
 Adoraria. A vida é tanta... sou apaixonada por isso, tem um título de um livro que se chama “Mais Platão, menos Prozac” que eu gosto muito. Agora estou lendo um livro que se chama “O que Sócrates diria para Woody Allen”. Muito bom também.
JD - Como é a sua personagem Charlene? Você pode falar um pouquinho dela para nós?
Charlene é solar, independente e forte. Fala as verdades todas e não leva desaforo para casa. Mas acho que o amor, talvez o amor a desconserte um pouco...vamos ver..estou adorando vivê-la, aprendo muito com ela. Adoro texto da Adelaide eco Vincent, cabe bem na boca. Nos divertimos muito gravando e espero que o publico possa compartilhar dessa felicidade e desta estória.

 

Atriz Lucy Ramos brilha na pele da personagem Sheila na novela “Salve Jorge”

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Atriz Lucy Ramos - Foto: Carlos LocatelliEla é uma das grandes atrizes da nova geração que chegou para fazer diferença nas artes cênicas. De Recife, a atriz Lucy Ramos que atualmente vive a personagem Sheila na novela global “Salve Jorge”, iniciou como jogadora de futebol e atuou como modelo aos 16 anos, quando realizou pequenas  campanhas publicitárias.
Aos 18 anos,  Lucy entrou para  curso de teatro no Senac, onde teve   a sua primeira porta aberta: a atriz foi convidada para fazer parte do elenco de apoio da novela “Começar de Novo (2004)” na Rede Globo e em seguida, entrou para  a Oficina de Atores da mesma emissora e a partir de então, não parou  de dar vida  a diversas personagens na telinha.
Em 2005,  Lucy Ramos participou do elenco de “Malhação” e em 2008,  atuou nas telonas fazendo uma participação especial no filme “Um dia depois de ontem”, em que viveu a personagem Mirina. Além dessas, Lucy brilhou  em outras tantas novelas como “Pé na Jaca (2006)como a patricinha  Guguta,  se destacou como  Adelaíde, dama de companhia na novela “Sinhá Moça(2006) e foi vilã em “Ciranda de Pedra (2008)” e em 2009, foi Cleusinha, na novela “Paraíso (2009)” e também  dançou e cantou na peça “Cordel Encantado (2011) com a personagem Maria Cesária.
Atualmente, a atriz vive a sonhadora Sheila, moradora do Morro do Alemão e melhor amiga da protagonista Morena, vivida pela atriz Nanda Costa. Em entrevista exclusiva ao JD – Jornal Diferente, a atriz conta um pouco da sua trajetória e seus trabalhos de sucesso.
Leia mais...
 

Odilon Wagner realiza diversos trabalhos nas artes cênicas

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Na pele do mordomo Thompson da novela global “Salve Jorge”, o ator Odilon Wagner se destaca mais uma vez na teledramaturgia. Com 30 anos de carreira, Odilon se desdobra também como autor e diretor de teatro. O ator iniciou nas artes cênicas na década de 70, quando participou de grandes montagens como Filhos do Silêncio, Traições, Um Dia Muito Especial, Lilith a Lua Negra, Lição de Anatomia, Navalha na Carne e Família Muda-se, onde atuou e foi responsável pelo texto e pela direção. O primeiro contato com as câmeras aconteceu em 1982, quando o ator participou da novela Avenida Paulista, na Rede Globo. Em 1983, o ator foi para a Rede Bandeirantes e atuou na novela “Sabor de Mel”. No ano seguinte na extinta Rede Manchete, atuou na novela “Viver a Vida” e logo em seguida retornou à Globo para participar da novela “Corpo a Corpo”. Desde então, vem participando de grandes trabalhos na telinha Global.
Leia mais...
 

Sucesso absoluto nos anos 80, RPM mantém estilo musical que há anos encanta o público

Foto: Gabriel Wickbold

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Uma das bandas de maior prestígio no cenário do rock brasileiro, a banda Revoluções por Minuto, mais conhecida pelo público como RPM, surgiu em 1985 e se tornou sucesso absoluto entre os anos de 1986 e 1987. Com estilo poprock original, a banda conseguiu emplacar vários hits além de conquistar o maior número de vendagens de LP´s da época, cerca de 5 milhões de cópias vendidas.
    Tudo começou em 1976, na cidade de São Paulo, quando o então crítico musical Paulo Ricardo escutou os ensaios vindos da casa do vizinho de sua namorada. Com vasto conhecimento na área, Paulo Ricardo foi até a casa de Luis Schiavon, para conhecer um pouco mais daquele som que eclodia pela vizinhança.  Paulo aparece na casa do músico num momento de indecisão – Luis não sabia se cantaria suas canções em inglês ou em português. Depois de muito conversarem a respeito de música, os argumentos de Paulo Ricardo convenceram Luis a cantar em português. Inicia então, uma linda e longa parceria, recheada de projetos e muito sucesso.
Leia mais...
 

Como cantor de estilo Sertanejo Universitário, Michel Teló vai longe e mostra que veio para ficar

Por Fabrícia Araújo
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Michel Teló estrela da música sertaneja universitária, nasceu em 21 de janeiro de 1981 na cidade de Medianeira, no interior do Paraná. O interesse pela música surgiu aos 10 anos quando ganhou de seu pai, seu o primeiro acordeão. Em seguida, Michel integrou a banda Guri - de músicas tradicionais, formada por seu irmão, alguns vizinhos e amigos.  Anos depois, em 1997, o cantor foi convidado para integrar a banda Tradição, onde permaneceu até o ano de 2008, quando decidiu correr atrás do sucesso sozinho. Aos 32 anos de idade e apenas 4 de carreira solo, Michel Teló  aspira e respira o sucesso, o assédio e a vida de  cantor badalado e reconhecido nacional e internacionalmente.
Leia mais...
 


Página 1 de 2